terça-feira, 25 de outubro de 2016

Carta - O que aconteceu com você?

             Me lembro que desde pequena sua marca registrada era ser serelepe. Sim, de vários apelidos esse era um, todos lembram de ver suas pernas magrinhas correndo pra lá e pra cá. Parecia um pequeno índio, mexendo na terra, comendo besteiras, pulando amerelinha, brincando de carrinho, sempre sorrindo.
             Na adolescência também era assim, sempre sorrindo com os amigos. Correndo pelo colégio, amando como uma boboca, fazendo amizades, tirando notas ótimas em suas matérias preferidas. Dançando. Você se lembra disso? De dançar o tempo todo? Qualquer ritimo. Lembra da sua capacidade de decorar os passos mais rápido que todo mundo... Foi um bom tempo não é? Então me diga Ana, o que foi que aconteceu?
              Chegamos nessa idade tão boa, chegou a independência, responsabilidades, tudo aquilo que você sempre sonhou, me diz então porque você não está feliz? Você tem uma casinha, tem quem te ame, trabalha, tem carteira assinada. Porque parece que está sempre de mal humor?
              Olha, eu sei que tem sido uma época complicada, eu estou vendo. Toda semana eu vejo que você passa por uma complicação, e eu sei que não é fácil. Mas se você apenas respirar antes de fazer algo, vai perceber que só quem te cobra assim é você. Todo mundo poderia te ajudar, caso você deixasse. Porque você se machuca tanto? Porque reclama tanto de tudo? Porque está sempre doente, sempre cheia de desilusões e tristezas? O que aconteceu com você nesses últimos cinco anos? Quem foi que quebrou aquela alma pura que tinha, alma rendada, bonita, clara e feliz.
              Eu sei que dói, eu sei que estar sozinha nesse mundão é ruim demais. Eu nem posso dizer estar sozinha, mas se sentir só. Se você continuar esperando demais das pessoas, só vai se sentir mais só. Ninguém tem que ser responsável como você quer, afinal, como já lhe disseram, o mundo não gira em torno de você. Aceitar certas coisas até fazem parte da vida, mas se mexer pra não se afogar nesses sentimentos é essencial.
              Levanta e vai sorrir mulher, plantar alguma coisa, criar um biscoito, elogiar desconhecidos. Tenta ser feliz, por você e por mim. Leva a tua luz pra quem precisa, seja Ana, princesa guerreira, lembra ?!

Nenhum comentário:

Postar um comentário