sexta-feira, 26 de junho de 2015

Minhas Metas

Oi vocês!

      Então, o post de hoje vai ser super rapidinho, estou com muito serviço e por incrível que pareça estou amando. Quero conversar sobre expectativas, ansiedade, e metas.
     Quero mais pra frente falar sobre a crise dos vinte e poucos, todo mundo passa por uma crise de vez em quanto, e agora parece que estou passando por isso, em resumo: tenho 22 anos, ainda não sou formada em nada, não tenho um emprego dos sonhos, mas já moro sozinha e por ganhar pouco, não consigo trabalhar pra poder desfrutar do salário com lazer e diversão, mas apenas pra pagar contas. Sim é foda, é eu sei. Mas, acho que descobri o porque da tal crise, é que a gente só enxerga a parte mais negativa da coisa, olhando por outro ângulo: eu tenho 22 anos e já moro sozinha, tenho responsabilidade e liberdade totais, tenho tempo disponível à noite pra estudar e melhorar meu currículo, tenho uma boa mãe e uma irmã muito divertida.
      Sabe, é tudo questão de amadurecimento e ângulo. E é por isso que ali em cima eu falei sobre METAS. No geral, eu sou muito, muito, demais mesmo, preguiçosa. Sério, eu sou demais. Mas só comigo, quando é no trabalho ou com os amigos, sempre faço o melhor na hora quase certa. O caso aqui é que, por ser preguiçosa, ou ~desapegada, e desleixada~, estou mergulhada em um mar de nada. (?) Por exemplo: quero atualizar sempre o blog com contos e resenhas, pra melhorar meu português pra entrar numa faculdade de história, preciso me dedicar mais aos meus ~artesanatos~, um projeto pra uma renda extra, e necessito tomar mais cuidado com meu corpo, tanto no quesito alimentação quanto no estético. Em suma estamos no fim do mês 6 e nada disso pra mim ainda é real.
     E você, caro leitos, anda fazendo coisas importantes? Eu sei, é piegas aquele papo de "Só temos essa vida, podemos morrer a qualquer momento, não deixe pra amanhã o que pode ser feito hoje blá blá blá", mas é tudo verdade. E daí que eu toco no assunto: ansiedade. Quando você não faz nada e é enérgica porém preguiçosa, é dominada por uma ansiedade indomável, e algumas consequências disso são: insônia, irritabilidade, fome demais e stress. Essas coisas acabam afetando a quem fica ao meu redor, e eu quero ser uma transmissora de amor e alegria, não de nojo e medo não é mesmo?!
   Vamos resumir: estabelecerei metas, e preciso cumprir. Vou compartilhar com vocês, porque já somos íntimos né?


            Fazer vários artesanatos pra minha futura casa, em Brasília (yey)
            Tentar me alimentar melhor (no junkfood)
            Exercícios físicos (será? >_<)
            Aprender como melhorar o blog, a escrita e os conhecimentos sobre história. (Com o blog eu realmente não quero que ele seja famosinho mimimi só umas novas amizades, vamo?)  
           
 Cuidar da pele. (sem gastar muito)

    Será que eu consigo? E você aí, não é começo de ano nem nada mas não custa tentar arrumar mais tempo pra você e pros seus hobbys, eu sei que amar desenhar, tocar violão, fazer uma comida diferente, customizar uma roupa, tudo isso vai te fazer melhor do que ficar deitado na internet a noite inteira. 

     Por fim vou deixar um lindo poster minimalista de um dos meus filmes preferidos:Brilho eterno de uma mente sem lembranças. 






2 comentários:

  1. Oi Tereza, sua postagem foi uma descrição tocante e muito sincera de como você é e de como está agindo! Gosto de sinceridade e ainda mais, gosto de atitudes como a que tomou, de decidir fazer, agir e mudar a forma de viver, tentando sempre alcançar um objetivo, atingir uma meta!
    Estou ficando por aqui para ficar sempre atualizada sobre suas transformações e seu amadurecimento.
    Beijos, boa sorte sempre!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ju, fiquei muito feliz de ler seu comentário. Sério, é bom saber que pessoas se importam, mudar o nosso mundo é bom, pra poder ajudar os outros a mudar os deles né?! Beijão <3

      Excluir